Manuscrito 12 – Finjo que não sei

“Finjo que não sei para colocar a mim e a você em um ponto de partida idêntico. Claro que esta postura não é muito agradável, em razão das lembranças que acarreta. Mas é boa tentativa pois não visa à constituição de uma obra filosófica, mas a nosso entendimento. Não ao acordo por ideologias comuns. Mas adequados na ideia expressiva.”

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s