Categoria: A Imanência: uma vida…

Ulpiano, um pensador na transversal do tempo – James Arêas

Poucas coisas são capazes de nos inquietar tão profundamente quanto o encontro com um pensador. Assim parece ter sido, para cada um de nós, o encontro com Claudio Ulpiano: inquietante, arrebatador, definitivo. Poucas vezes somos capazes de conceber a inquietação como um afago, como uma provocação espiritual; o arrebatamento como uma solicitação e um convite; ...

A Imanência é precisamente a vertigem filosófica, inseparável do conceito de expressão – por Claudio Ulpiano

A descoberta de Nietzsche, de alguma coisa que não é o individual, tal homem, tal animal ou tal mineral, o que é um, e do que não é o abismo indiferenciado, as trevas sem fundo, um aturdimento espantoso - um universal aturdimento, um universo acentrado onde tudo reage sobre tudo, é necessária para o entendimento ...

Multiplicidades do eu – por Claudio Ulpiano

Um tema de conferência, não em geral, mas um tema como este –"Multiplicidades do eu"–, quando o conferencista se dispõe a experimentá-lo, começa por verificar que ele exerce uma pressão sobre todas as suas faculdades. Todas as faculdades começam a se agitar ao se deparar com o tema "Multiplicidades do eu". E nessa agitação, elas ...

A Filosofia é Violeta

Um filósofo experimenta a língua, a linguagem, construindo seus conceitos, que irão renovar os modos de pensar. Ele, o filósofo, não tem compromisso com o senso comum. E mostra a aventura de sua vida, pelas dificuldades que impõe à compreensão do que diz. E sabe disto, das fragilidades do homem; como Espinoza, que concebeu o ...

Ulpiano disseminou à sua volta uma ética do pensamento e da existência que tem na afirmação da vida sua bússola maior

Personagem brilhante e de vasta erudição, Ulpiano dedicou sua existência à formação filosófica de várias gerações. Além de seu ensino na Universidade Federal Fluminense e na Universidade Estadual do Rio de Janeiro, seu tempo era integralmente dedicado a uma infinidade de grupos de estudo, cujos membros provinham de vários âmbitos da cultura. Tive a oportunidade ...

Elogio a um signoluz

Sim: extraordinária presença intercessora. Vale dizer: uma fecunda presença de signoluz desencadeando aberturas da sensibilidade para novas maneiras de pensar. Aliás, dizer isso torna igualmente irrisória a própria contabilidade das respostas; é que ninguém é lançado ao mar de uma filosofia a partir de referências professorais destituídas de alguma coisa mais estranha, até mesmo anômala. ...