Tag: Arte e Estética – pela via de Nietzsche

Aula de 13/10/1994 – Uma canção pode mudar o mundo: beleza e senso comum

"Porque o homem não pode escapar do tempo orgânico.  E o homem é solipsista: ele projeta seu ser sobre o mundo. Então, ele vê um mundo orgânico. Mas há uma maneira de nós atingirmos o tempo cristalino, e é exatamente o que Proust vai nos ensinar. Nós temos que quebrar o bom senso, quebrar o ...

A

Aula de 06/10/1994 – Considera a Flebas, à Literatura, e à Vida

"Os seres vivos manisfestam a vida, mas não são eles a própria vida. Este é o ponto de partida, e é de uma grande dificuldade... Mas se fizermos um pequeno esforço, vamos verificar que atravessa dentro de nós uma força que de maneira alguma as estruturas físico-químicas dão conta. E é exatamente esta força dentro ...

A

Aula de 17/11/1994 – Obras de arte: deuses para os quais você não se ajoelha

"Quando Deleuze fala em espaço liso e espaço estriado, ele vai usar o modelo tecnológico, dentre outros, para mostrar estes dois espaços. Antes de explicar isto, porém, eu quero dizer que o espaço liso pertence ao povo nômade, enquanto o espaço estriado ao povo sedentário. A noção de povo nômade e povo sedentário é evidentemente ...

Aula de 03/11/1994 – Rizoma e memória de curta duração

Parte 1: Parte 2: Parte 3: Parte 4: Parte 5: Parte 6: Parte 7:   No final desta aula, Paulinho Moska, que fazia parte deste grupo de alunos de Ulpiano, canta duas de suas composições: Gotas de tempo puro e Contrassenso. Nós mantivemos estas canções na gravação. Elas mostram - ao vivo, e belamente - ...

Aula de 29/09/1994 – A ignorância de Adão ou uma lição de Espinoza

Parte 1:   Parte 2:   Parte 3:   Parte 4:   Quinta aula da série "Arte e Estética - pela via de Nietzsche"  

Aula de 22/09/1994 – Silício e música eletrônica: o século do finito ilimitado

Parte 1:   Parte 2:   Parte 3:   Quarta aula da série "Arte e Estética - pela via de Nietzsche".