Manuscrito 5 – Compromisso e adiamento

“Tenho compromissos com as instituições que, segundo um biógrafo, me sustentam. Tenho compromisso com meu sexo – que sempre se exalta diante de uma mulher bonita. Tenho compromisso com os meus credores morais. Tenho compromisso em me manter em suspensão até a morte. Tenho compromissos. Mas não os amo, nem mesmo os mais intensos ou belos, se isto é possível. É. Não gostaria de tê-los, sabendo que só os tenho porque reservo para mim, não sei para quando – após alguma doença degenerativa da velhice? Uma obra suprema para a humanidade… e com um único fim – redimir-me; ao modo como os cristãos usam o verbo ressuscitar.”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: